Cadeiras de rodas ocupam vagas de veículos em Jaú: 'Só um minuto'

11/10/2014 18:22

Protesto ironizou 'desculpas' usadas pelos motoristas. 
Ato faz parte de campanha de conscientização.

Do G1 Bauru e Marília

Um protesto criativo foi realizado por 15 cadeirantes na manhã deste sábado (11), no centro de Jaú (SP). As ruas mais movimentadas do centro da cidade, no cruzamento da Rua Major Prado com a Campo Salles, foram ocupadas por cadeiras de rodas.

Manifestantes estacionaram cadeiras nas ruas de Jaú (Foto: Giuliano Tamura/TV TEM)Manifestantes estacionaram cadeiras nas ruas de Jaú (Foto: Giuliano Tamura/TV TEM)

Por cerca de uma hora, elas permaneceram ‘estacionadas’ nas vagas destinadas aos veículos de motoristas comuns.

Para justificar  o uso das vagas comuns, os cadeirantes deixaram bilhetinhos com os dizeres “Só um minuto”; “Volto rapidinho”; “Estava apressado e por isso parei aqui”, que são as justificativas usadas pelos motoristas que usam as vagas destinadas às pessoas com deficiência.

“A pessoa tem que ter o respeito pelo próximo, isso vem de berço. Tem a vaga, mas não é sua, nem por um minuto. É simples”, ressalta Dagoberto do Nascimento, que possui um carro adaptado para deficientes.

O protesto faz parte de uma campanha para conscientizar os motoristas sobre a importância de respeitar o direito das pessoas com alguma deficiência. A iniciativa é do Conselho Municipal das Pessoas com Deficiência de Jaú.

"A intenção é fazer o motorista refletir no momento de estacionar, porque nós motoristas podemos estacionar em qualquer lugar, mas o cadeirante não, ele tem a vaga específica para ele, pensada nas dificuldades dele e quando ele chega e tem alguém ocupando essa vaga indevidamente é um desrespeito ao direito dele de ir e vir, à sua cidadania. Foi pensando nisso que resolvemos fazer essa manifestação, com objetivo de fazer com que as pessoas reflitam sobre suas atitudes", completa a presidente do conselho, Flávia Sanchez.

Dentro da lei

Para ter direito a estacionar em vagas especiais é preciso procurar o setor de trânsito da prefeitura da cidade, onde o veículo e o motorista serão cadastrados e receberão um cartão de identificação e um selo específico para ser colado no veículo.

A punição para quem estaciona em vagas exclusivas para pessoas portadoras de deficiência física sem ser autorizado é a perda de três pontos na carteira de habilitação e multa de R$ 53, além de ter o veículo guinchado.

Manifeste sua opinião sobre essa matéria

Assunto: yanxgwlxd@gmail.com De: Air Jordan 24 Data: 16/12/2014

Assunto: tobsvxgynnm@gmail.com De: Nike Free 5.0+ Data: 14/12/2014

Novo comentário