Fisioterapia pode melhorar tontura, vertigem e problemas de equilíbrio

18/09/2014 09:09

Médicas alertam, no entanto, que exercícios precisam ser bem indicados.

Do G1, em São Paulo

Você já acordou e levantou da cama com a impressão de que estava tudo girando? E parado, já começou a sentir uma tontura? Será que esses sinais podem indicar algo sério? No Bem Estar desta quarta-feira (17), as otorrinolaringologistas Francini Pádua e Renata di Francesco alertaram que é importante procurar um médico para investigar esses sintomas porque há diversas causas para eles, como por exemplo, a posição do paciente, o metabolismo, problemas vasculares ou até mesmo infecções.

Para prevenir e tratar, no entanto, a solução pode ser mais simples do que parece - em vez de tomar remédios, o paciente pode, por exemplo, fazer exercícios e manobras de fisioterapia, como explicou a fisioterapeuta Carina Bezerra Rocha.

Os exercícios ajudam a colocar de volta os cristais que ficam dentro do labirinto, região responsável pelo equilíbrio - quando estão fora do lugar, são esses cristais que causam a sensação de vertigem e tontura. Vale ressaltar, no entanto, que a fisioterapia precisa ser bem indicada, dependendo da causa do problema e do paciente - por isso, é ideal procurar um médico antes para avaliar e direcionar o tratamento adequado. No caso da química Raquel Sidi, por exemplo, os medicamentos apenas davam um alívio temporário e o que realmente a ajudou foram as manobras.

Em casos mais graves, o labirinto pode sofrer uma infecção, levando a uma forma mais séria de vertigem, que é a labirintite. Mas essa situação é mais incomum e muitas vezes o paciente a confunde uma simples tontura. No caso das crianças, é importante prestar atenção a sinais de disfunções de equilíbrio, que podem ser quedas recorrentes, vômitos suspeitos, xixi na cama, mau rendimento escolar, medo de escuro ou medo de usar brinquedos que tenham movimento, como um gira-gira ou um escorregador, por exemplo.

Como explicou o otorrinolaringologista Fernando Ganança na reportagem da Ana Brito, esses problemas podem comprometer o desenvolvimento e formação da criança e, por isso, é importante que os pais procurem ajuda. Segundo as médicas, um dos casos mais comuns nas crianças é a cinetose, que é a vertigem induzida pelo movimento - nesse caso, a criança pode passar mal ao andar de carro, por exemplo, e uma das dicas para evitar é fixar o olhar em apenas um ponto. Outra dica é evitar o excesso de alimentos que podem afetar o labirinto, como chocolates, frituras e café.

Equilíbrio (Foto: Arte/G1)

Manifeste sua opinião sobre essa matéria

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário