Justiça manda governo alemão liberar arquivos secretos de OVNIs

20/07/2015 09:53

History Channel

Após uma batalha judicial que se arrasta há anos, o governo alemão foi forçado a revelar seus arquivos ultrassecreto sobre vida extraterrestre e óvnis. Um tribunal alemão decidiu que os documentos deveriam ser liberados após a abertura de um processo pelo cidadão e blogueiro alemão Frank Reitemeyer.

Mesmo com a decisão contrária, o parlamento alemão entrou com um recurso no Supremo Tribunal Administrativo de Berlim, alegando que os documentos não poderiam ser liberados por causa de suas leis de direitos autorais. Será que o governo tem algo a esconder? 

Em 2010, Robert Fleische, do Exopolitics.org, descobriu a existência de um departamento do governo alemão dedicado à pesquisa sobre óvnis e extraterrestres. Reitemeyer levou a história a sério e foi ao parlamento alemão para solicitar a liberação das informações.

Ele alegou ao tribunal querer "saber fatos e isso me incomoda que na França, Inglaterra, EUA, Canadá, os cidadãos podem ver os arquivos ufológicos, e eu não estou informado como alemão do meu governo alemão. É, portanto, uma discrepância gritante."

Os arquivos britânicos referidos pelo Reitemeyer é em referência a uma promessa feita pelo Ministério da Defesa para liberar 18 documentos sobre óvnis, que ainda não vieram a público.

A história por trás de governos e informações secretas sobre alienígenas já é algo frequente na história recente. Durante a segunda guerra mundial, por exemplo, os alemães possuíam as forças armadas com as tecnologias mais avançadas do planeta, porém, depois da derrota em 1945 muitos cientistas alemães se mudaram para os Estados Unidos, sem nenhum motivo concreto. Acredita-se que alguns acreditam que eles faziam parte da Operação Paperclip, uma operação que reuniu mentes diabólicas, que levaram ao país conhecimentos secretos que podem ter tido origem extraterrestre. 

Clique na imagem e assista ao vídeo de EM BUSCA DE ALIENÍGENAS e entenda melhor essa história:

Manifeste sua opinião

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário