Manual do carro fala em 'uso severo': você sabe o que é?

08/12/2014 17:40

O termo “uso severo” está previsto no manual do carro. Ele indica que alguns serviços de manutenção devem ser antecipados quando o veículo é utilizado em situações extremas. As recomendações podem variar de acordo com a potência do motor ou da classificação do óleo lubrificante, mas há cuidados gerais que todos podem ter. Veja se você se enquadra no “uso severo” e saiba o que fazer:

Denis Marum | Oficina do G1

Troca de óleo

Você dirige com o carro frio? 

A temperatura ideal de trabalho do motor é de 90 graus, quando a queima de combustível é completa. Se você anda com o carro frio e em percursos curtos, algumas gotas do combustível não são queimadas e acabam escorrendo para o cárter do motor, contaminado o óleo lubrificante e, consequentemente, diminuindo a sua vida útil. Nesta situação, é recomendado substituir o óleo (foto ao lado) a cada 5 mil km ou a cada quatro meses, o que ocorrer primeiro.

Leva muito peso?

Carro pesado merece atenção, principalmente, no caso de picapes e vans, que muitas vezes são usadas no limite de sua capacidade de carga. Amortecedores, molas, batentes, pneus, embreagem e os freios são os principais itens a dar sinal de desgaste. É imprescindível checá-los a cada 10 mil km, pois os itens envolvem segurança e você corre o risco de descobrir o desgaste tarde demais.

Anda em estradas de terra?

Estradas de terra devem ser evitadas, não só pelos buracos, mas também pelas partículas em suspensão que acabam entupindo o filtro de ar do motor. Quem precisa andar nesse tipo de piso deve antecipar a troca do filtro e fazer a limpeza do local de instalação, para evitar que a poeira atinja a parte interna do motor causando desgaste prematuro de anéis e cilindros. Além do desgaste do motor, o filtro de ar entupido aumenta o consumo de combustível e reduz a potência do motor. Neste caso, é indicada também a troca do óleo e do filtro de óleo a cada 5 mil km ou a cada quatro meses, o que ocorrer primeiro.

Mora perto do mar?

Por melhor que seja seu carro, a suspensão sofrerá com o sal da praia. Ele é corrosivo e necessita de atenção especial. Nesses locais, qualquer arranhão nas peças metálicas poderá iniciar um processo de corrosão (ferrugem) que, se não for reparado rapidamente, poderá trazer prejuízos ainda maiores. Não pulverize a suspensão com querosene – subprodutos de petróleo atacam as borrachas e retentores. O melhor é bater água por baixo do veículo a cada 15 dias (se não houver racionamento na sua cidade ou você puder usar água de reúso).

Vive no engarrafamento?

Trânsito intenso também estressa seu motor. Longas horas com o carro em marcha lenta causam desgaste prematuro em borrachas, correias e mangueiras – são itens que devem ser verificados a cada 10 mil km.

Usa acessórios?

Reboques ou carretas exigem muita atenção, principalmente quando utilizados por veículos pequenos e médios. Isso não quer dizer que você não possa usá-los, mas deve ter cuidado com a carga que coloca neles. O motor, a embreagem e a suspensão são os itens que mais se desgastam com o peso extra.

Manifeste sua opinião

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário