Maurício Sherman

31/01/2016 10:57

Maurício Sherman Nizenbaum (Niterói, 31 de janeiro de 1931) é um diretor de televisão brasileiro.

maurício shermanUm dos mais conhecidos e respeitados nomes do showbusiness tupiniquim, Maurício começou no teatro como ator, sendo inclusive premiado, além de comandar diversos espetáculos do Teatro de Revista. Ainda como ator, fez vários vilões nas comédias da Atlântida. Foi praticamente um dos "inventores" da TV brasileira. Já trabalhou com Chico Anysio, e era um dos diretores preferidos de Nelson Rodrigues.

Nos anos 40, foi responsável pela dublagem em português de alguns clássicos da Disney, começou com a dublagem da 1ª voz de Pinóquio em Pinóquio, dublagem do Príncipe Philipe de A Bela Adormecida e outros mais.

Em 1961, foi responsável pela direção da primeira versão televisiva de Gabriela, Cravo e Canela, baseada no livro de Jorge Amado e transmitida pela TV Tupi. A novela foi a primeira da televisão brasileira a ser gravada em videoteipe.

Dirigiu na Rede Globo os programas humorísticos Faça Humor, Não Faça Guerra, Chico City, Chico Anysio Show, Fantástico, Domingão do Faustão, Os Trapalhões e Zorra Total (este, durante 15 anos) bem como trabalhou como diretor artístico do infantil dos anos 90 TV Colosso.

Além disso, trabalhou nos anos 1980 como comentarista da Rádio Bandeirantes, onde eram transmitidos diversos jogos do campeonato brasileiro de futebol. Também foi supervisor artístico da Rede Bandeirantes, tendo dirigido apresentadores como J. Silvestre até 1984 quando foi para a Rede Manchete. Na Rede Manchete foi um dos mais prestigiados diretores, tendo dirigido a primeira edição do Clube da Criança, escalando a então modelo Xuxa Meneghel como apresentadora, e descobrindo Angélica, então ainda uma menina de onze anos.