Mulher que descobriu gravidez às vésperas do parto dá à luz em Jundiaí

31/10/2014 18:10

Bebê, que é um menino, nasceu nesta sexta-feira (31), com 2.880 kg.
Mãe sofre de obesidade mórbida e não desconfiava que estava grávida.

Natália de Oliveira | G1 Sorocaba e Jundiaí

A professora de Jundiaí (SP) que descobriu que estava grávida apenas aos noves meses de gestação deu à luz ao filho nesta sexta-feira (31). Vanessa Nascimento, de 35 anos, sofre de obesidade mórbida e diz que não desconfiava que estava esperando um filho.

Arthur nasceu nesta sexta-feira (31), com 49 cm e 2880 kg (Foto: Divulgação/Hospital Universitário de Jundiaí)Arthur nasceu nesta sexta-feira (31), com 49 cm e 2,880 kg (Foto: Divulgação/HU de Jundiaí)

Ela só foi descobrir a gravidez depois que passou por uma consulta de rotina com o ginecologista, na quarta-feira (29), e o médico percebeu que havia algo diferente. Segundo a professora, ele suspeitou de um mioma e a encaminhou, com urgência, para o hospital.

Na unidade de saúde, Vanessa passou por diversos exames, entre eles uma ultrassonografia, que constataram que ela estava, na verdade, grávida de 37 semanas, ou seja, prestes a completar nove meses de gestação. "Na hora eu senti uma mistura de felicidade, surpresa e desespero. Não senti nenhum sintoma de gravidez, enjoo, sono, nada", conta.

O bebê, um menino, nasceu de cesariana pesando 2,880 quilos e medindo 49 centímetros. Arthur, nome escolhido para a criança, é o segundo filho de Vanessa e Luciano Nascimento, que estão casados há 20 anos. O casal já tem uma filha de 17 anos. "Apesar do susto inicial, estou muito feliz. Eu já queria ter um outro filho, isso há muito tempo, só não esperava que ele fosse aparecer assim tão rápido", afirma.

Entenda o caso

Durante uma consulta de rotina no ginecologista, Vanessa foi informada pelo médico que a sua barriga não estava normal e que poderia ser um mioma ou mesmo um cisto. "Mas, durante os exames, ouviram batimentos cardíacos e constataram gravidez. Como a minha pressão estava muito alta, ele me encaminhou para o hospital", contou a professora.

De acordo com os médicos, Vanessa sofre com problemas causados pelo excesso de peso. Ela tem 140 quilos e é hipertensa. Por isso, ela e o bebê correram riscos durante a gestação.

A consequência poderia ser hemorragia causando a morte do bebê. “Ela tem que estar sempre de olho nas modificações do organismo dela e fazer exames frequentes com o ginecologista”, afirma o obstetra da professora, Francisco Pedro Filho.

Manifeste sua opinião

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário