Primeiras impressões: Subaru Forester XT Turbo

27/12/2014 18:31

Mecânica mais que eficiente contrasta com visual quase ‘retrô’ no SUV.
Por R$ 134.900, utilitário japonês entrega espaço e esportividade.

Peter Fussy | G1, em São Paulo

O Subaru Forester pode ser o mais discreto entre os utilitários esportivos. Ele não chama atenção pelo design e pode passar despercebido nas ruas. Se fosse um estado brasileiro, seria Minas Gerais, de onde vêm aqueles que “comem quieto”, mas surpreendem na hora H. Essa é a sensação que fica depois de percorrer quase 1 mil quilômetros com uma versão XT Turbo.

Subaru Forester XT (Foto: Peter Fussy/G1)Desenho das rodas de 18 polegadas se destaca no XT (Foto: Peter Fussy/G1)

Lançado inicialmente em 1997, o SUV japonês chegou à quarta geração no Brasil em 2013, com mudanças no visual e mais espaçoso que o antecessor. No topo de linha testado pelo G1, o motor 2.0 litros leva turbo com injeção direta, rendendo 240 cavalos de potência, o que o coloca ao lado de poucos rivais em um dos segmentos mais concorridos do mercado.

Enquanto a mecânica é praticamente impecável, faltou inspiração à Subaru para aliar o conjunto eficiente a uma imagem mais sofisticada e tecnológica, principalmente no interior – algo essencial atualmente para concorrer com outros modelos que oferecem mais opções de interatividade com o veículo, ainda mais para um modelo que custa R$ 134.900.

Design

Embora tenha avançado nesta geração, com grade, faróis, para-choque e traseira redesenhados, o Forester ainda manteve aparência “quadrada” na frente, aparentemente desbalanceada com a traseira, longe da fluidez de linhas que caiu no gosto do consumidor no mundo inteiro. Nesta versão, destacam-se as rodas de alumínio de 18 polegadas com desenho bastante interessante.

A imagem “retrô” é reforçada ao entrar no veículo. O painel antiquado é forrado de botões e não faz questão de tela multimídia, muito menos de acionamento por toque dos dedos, como já é habitual em modelos nesta faixa de preço. Há duas telas pequenas, uma do tipo antigo para o rádio, e outra colorida com informações sobre a dinâmica do veículo acima do console central.

Espaço

Com 4,6 metros de comprimento e 1,79 metro de altura, o Forester oferece lugar de sobra para as pernas, inclusive no banco traseiro. A sensação de amplitude é ressaltada pela grande área envidraçada na frente e na lateral, que dá ampla visão de fora a todos os passageiros.

O porta-malas tem acionamento eletrônico por meio do controle remoto, ou botão no painel, e comporta 505 litros, que podem ser expandidos para 1.541 litros com os bancos rebatidos. Não é o melhor do segmento, mas o suficiente para uma família.

Condução

Apesar do tamanho, é fácil viver com um Forester na cidade, e melhor ainda na estrada. A posição alta de dirigir, que caracteriza os SUVs, aliada ao motor turbo de 240 cv dá confiança a qualquer motorista e faz sorrir com o chiado do turbo em ação.

Em centros urbanos, é possível que o tamanho faça perder algumas vagas para estacionar na rua. Mas quando o motorista encontra um lugar, a manobra é simplificada por um bom raio de giro e pela câmera traseira – equipamento quase necessário, já que o vidro traseiro tem visão bastante reduzida.

Na estrada, o utilitário japonês fica livre para mostrar todo seu potencial e surpreende com estabilidade relativamente melhor que a maioria dos SUVs deste porte, que pode ser explicada pelo motor boxer aliado a um sistema simétrico de tração nas 4 rodas.

O que é boxer?

Atualmente, na maioria dos veículos, o motor é transversal ou em V, com os cilindros posicionados verticalmente. No boxer, eles são horizontais, e pode distribuir melhor o peso, caso colocado no centro como faz a Subaru. O movimento dos pistões também produz menos vibrações, e o resultado é uma condução suave e com baixo nível de ruído interno.

Câmbio

Nem mesmo o câmbio CVT atrapalha o desempenho do propulsor no Forester. As retomadas são rápidas, e nas acelerações a transmissão continuamente variável raramente deixa o motor “gritando”, como nos demais câmbios deste tipo.

Para quem gosta de controle, as borboletas no volante são fáceis de usar e simulam até 8 velocidades, em 3 modos de condução, desde o mais econômico (Intelligent) até o mais esportivo (Sport Sharp). O consumo, no entanto, deixa a desejar. Nos trechos urbanos, o computador de bordo não passou de 6 km/l com gasolina e na estrada chegou aos 8 km/l.

Conforto e segurança

No topo de linha, o utilitário vem com teto solar elétrico, ar-condicionado de duas zonas, partida por botão, acendimento automático dos faróis, sensor de chuva, câmera de ré, pedais em alumínio, bancos revestidos de couro, volante multifuncional e sistema de som com CD, Bluetooth, USB e entrada auxiliar.

Com airbags dianteiros, laterais e de cortina, o Forester recebeu as melhores notas em todos os quesitos dos testes de colisão feitos pelo instituto de segurança dos Estados Unidos (IIHS).

Um porém é o estepe menor que a roda normal. Não é um problema apenas do Forester, mas limita bem a mobilidade em caso de furo no pneu – como foi o caso no meio do teste. Depois de colocar o estepe, só é recomendado rodar até 80 km/h e buscar assistência.

Conclusão

O Subaru Forester XT Turbo pode não chamar a atenção pelo design e falha na interação multimídia, mas oferece um pacote de verdadeiro utilitário com esportividade, por um valor até razoável se levarmos em consideração que um Honda CR-V EXL 4x4, com 150 cv, não sai por menos que R$ 117 mil, e que um Toyota Rav4 2.5 4x4, com 179 cv, custa exatamente o mesmo (R$ 134.900). Por isso, ele é comparável a modelos mais bem equipados, e não faz feio.

Concorrentes Subaru Forester (Foto: Arte/G1)

Manifeste sua opinião

Assunto: De: Vincentlot Data: 07/01/2015

article218

Pick Nike Cycling Attire Things, Select Warmth in Wintertime

In getting cozy to their body which are exposed outside people that are cycling all knowledgeable about the difficulty. In cool nights, might know about initial not keep cool may be toes and the arms and Nike cycling clothes products are not uncertain to be the best suited for you really to do this. As to in combating the frosty the efficiency, Nike energy gloves could be claimed good. Although as to a model's collection; the heat of one's arms is just an aspect that is vital. That is, you figure out what kind of mitts to use, and after that should first verify one's hands' temperatures. To get a biker, if your hands are not too cool, subsequently perspire may arise because of this, for them as a result of additional heat, motorcyclist experienced greater pick the correct Nike bicycling gloves product by their bodily condition.

Preserving fingers cozy is important, while regarding foot, it also requires protection if it is cold; You Would better don bicycling shoes that are Nike that are larger provided that it's not hot, like winter, inside the delayed fall, or in spring's beginning. In most cases, the socks and shoe addresses benefit from the same reputation using the shoes: Below the footwear we check with are certainly those which are not unable to dissolve the work onto the whole exterior of the foot and show superior permeability. The Nike cycling sneakers are imagined to have a great permeability though the substance for building them, employed is unnatural leather. These shoes are perhaps suggested to be useful for strolling roads off because they are much thicker and warmer-than the common bicycling people.

Finally, motorcyclist must try to safeguard the face area against chilly. That is however rather significant, as well as for this event, a mesh hood is helpful. It can be worn by you under your helmet. Subsequently, either for your encounter and on occasion even the throat, they many can take pleasure in the friendliness, therefore get good safeguard. Nonetheless it is really a shame that the significant item to protect face cannot be got among Nike clothing posts. Woman hats and male as well as knit limits can be found. Ergo in mid-winter, supposing you would like to possess a trip your needs should be considered by you. Get the biking clothing sequence that is correct. A common hearing group would be sufficient to keep warm in untamed conditions nevertheless you must certanly be careful never to be assaulted by unpredicted wind.Article Supplier: writer is in Australia, who's a writer on Nike Free-Run TWO and Web businessman dependent out-of Nike Free-Run TWO Australia.

For a lot of, their skin is less insensitive to choose Nike bicycling wool gloves, and also this must be a decision. Because it has a unique routine, this style is exclusive. This pattern is echoing, that is, even in the morning; these gloves continue to be noticeable because of this pattern. And so, you'll be able to nonetheless appreciate your journey at night. Gloves inserts can also be ideal for keepin constantly your palms together with the same heat with that of your different parts of the body like footwear, legs in addition to forearms. As Nike cycling apparel product, they're endowed by having an beautiful feature, that is, numerous capabilities are often shown by them to, and also this will make it possible for you continue steadily to use them even in additional conditions other than cycling.


<a href=http://postunderwear.com.au/wp-includes/778/>old school nikes
</a>

Novo comentário