Audi Q3 x Volvo XC60: quem é utilitário e qual é esportivo?

07/09/2015 10:33

Gabriel Aguiar | iCarros

Como cara e coroa, Audi Q3 e o Volvo XC60 são duas faces de uma mesma moeda, afinal, ambos pertencem ao badalado segmento de SUVs urbanos, mas enquanto o primeiro aposta em uma dirigibilidade afiada, o segundo preza pelo conforto a bordo. Identificar o perfil do interessado é o fator decisivo nesta compra, já que os modelos são equilibrados em seus pontos fortes e fracos. A versão escolhida do Audi foi a Ambiente 2.0 TFSI quattro, de R$ 165.190, enquanto o Volvo foi representado pela versão T5 Dynamic, de R$ 170.950. Descubra a seguir qual das duas opções tem mais o seu estilo.

audi q3 volvo xc60

Para quem prefere esportividade

Logo de cara, o Q3 entrega o principal atributo para conquistar o comprador que preza a condução, pois o emblema “quattro” na grade dianteira do modelo deixa claro que o SUV da Audi vem equipado com o tradicional sistema de tração integral da marca, enquanto o XC60 é oferecido no Brasil apenas com tração dianteira.

Em termos de motorização, a Audi e a Volvo optaram por soluções semelhantes, já que tanto o Q3 como o XC60 trazem sob o capô propulsores a gasolina 2.0 turbo - são 180 cv e 245 cv de potência, respectivamente -, mas enquanto o primeiro lança mão de uma transmissão automatizada de dupla embreagem de sete velocidades, o segundo traz um câmbio automático convencional com oito marchas.

Ambos possuem sistema Start&Stop, que desliga o motor nas paradas, mas o XC60 vai além, graças à função Eco Plus, que altera as respostas do acelerador e do câmbio e desativa automaticamente o motor em velocidades abaixo de 7 km/h. Entretanto, tal solução apenas foi capaz de deixar o modelo da Volvo no mesmo patamar de consumo do Audi - que é bem mais leve -, já que ambos garantiram médias de 8 km/l de consumo na cidade. 

Em relação ao desempenho, o XC60 consegue um resultado melhor na aceleração de 0 a 100 km/h, cumprida em 7,1 segundos, contra os 7,6 segundos pedidos pelo rival, de acordo com os dados das próprias fabricantes. Já em relação à velocidade máxima, o Audi dá o troco e leva a melhor, com limite de 217 km/h, contra a máxima de 210 km/h do SUV da marca de origem sueca.

Ao volante, fica clara a vocação do Q3 em entregar prazer ao dirigir, graças à direção rápida e direta, que também é favorecida pelo menor peso em relação ao oponente – são 1.405 kg, contra 1.821 kg do Volvo. Com uma dinâmica digna de carro de passeio, o SUV se beneficia do “Drive Select”, um seletor de modo de condução que ajusta o comportamento do carro para opções que favorecem a economia de combustível, o conforto ou a esportividade.

O carro da Audi foi apresentado pela primeira vez em 2011, dois anos após o lançamento do XC60 na Europa, em 2009, mas ambos passaram por mudanças sutis desde então - o Q3 foi renovado neste ano e a reestilização do SUV da Volvo está disponível no mercado brasileiro desde 2013. 

Vale dizer que os dois utilitários têm visual sóbrio, com linhas limpas e discretas, portanto, não espere viradas de pescoço pelas ruas quando estiver a bordo dos modelos, até porque o fator novidade no design já deixou de ser um apelo. O Q3 chama atenção pela nova grade dianteira prateada e pelo conjunto de iluminação com LEDs, enquanto o XC60 atrai olhar graças à carroceria de dimensões generosas, com linha de cintura elevada e vistosas lanternas verticais.

Para quem prefere conforto

O modelo da Volvo justifica o peso extra de 416 kg em razão de uma carroceria maior que a do Q3. Ao todo, são 4,64 m de comprimento, 1,89 m de largura, 1,71 m de altura e 2,77 m de entre-eixos, enquanto o oponente mede 4,38 m, 1,83 m, 1,59 m e 2,60 m, respectivamente. Com isso, enquanto o representante da Audi entrega espaço justo para cinco passageiros, o XC60 esbanja espaço interno, com mais distância para os joelhos e ombros no banco de trás. No porta-malas, a capacidade é de 495 litros no Volvo e 460 litros no modelo da marca de origem germânica.

Na cabine, os dois SUVs têm acabamento com bons encaixes de materiais. Enquanto o Q3 emprega um painel de linhas mais minimalistas – como prega a filosofia da própria marca –, com direito à tela do sistema multimídia retrátil, o XC60 se destaca pela ampla área emborrachada e pelo console central flutuante. Em relação à ergonomia, o Volvo leva a melhor, com uma solução visual e intuitiva para os comandos do ar-condicionado que, no oponente, foram deslocados para frente do câmbio, mais distantes do campo de visão.

Em termos de conforto acústico, ambos os modelos estão em pé de igualdade, o que garante um bom isolamento da cabine em relação aos ruídos externos. Entretanto, graças à direção menos direta – hidráulica no Volvo e elétrica no Audi – e à suspensão mais macia, o XC60 dá ao motorista a sensação de flutuar sobre o asfalto, enquanto o Q3, pela pegada mais esportiva, transmite mais as impressões do solo ao interior pelo conjunto mais duro.

De série, são comuns a ambos itens como ar-condicionado digital com duas zonas, borboletas para trocas de marchas atrás do volante, banco do motorista com regulagem elétrica, faróis de xenônio com acendimento automático, freio de estacionamento elétrico, sensor de chuva, piloto automático, sensores de estacionamento dianteiro e traseiro, além de seis airbags (frontais dianteiros, laterais dianteiros e de cortina). Fazem falta nos dois modelos a câmera de ré e o GPS integrado - indisponível na versão Dynamic do Volvo e oferecido como opcional por R$ 10.500 no Audi com a central multimídia MMI Plus.

São exclusivos do Q3 o Auto Hold, que mantém o carro parado no trânsito sem a necessidade de ficar pressionando o freio, e o teto solar panorâmico elétrico, mas apenas o XC60 conta com airbag lateral para os passageiros da segunda fileira, painel de instrumentos digital personalizável, partida por botão, memória de ajuste para o banco do motorista, regulagem elétrica do banco do passageiro dianteiro, assentos infantis integrados aos bancos de trás, bancos de couro natural – no Audi o revestimento é sintético – e sistema City Safety, que freia o carro automaticamente em caso de colisão eminente em velocidades até 50 km/h.

O XC60 possui ainda o sistema Volvo On Call, que tem comandos exclusivos para casos de emergência e para atendimento de uma central telefônica, nas qual é possível solicitar informações e instruções sobre o veículo, bem como serviços de ajuda e resgate. Por meio de um aplicativo no celular, o sistema ainda pode controlar funções do carro, como abertura e fechamento das portas, acionamento do motor e ativação do ar-condicionado. O serviço é grátis por dois anos, mas após este período é necessário pagar R$ 1.249 pela recontratação anual, opcional.

Escolha de Gabriel Aguiar – O Volvo XC60 é uma boa opção para quem deseja um veículo com bom acabamento, uma lista de equipamentos de série recheada e amplo espaço interno, mas frente ao Q3, o modelo é incapaz de surpreender ao volante. O modelo da Audi teve o visual renovado recentemente e traz itens de série interessantes, como o teto solar panorâmico, além do Auto Hold, que facilita a vida do motorista no trânsito, e do seletor de modo de condução Drive Select, que adapta a dinâmica do veículo às pretensões do condutor. Sendo assim, o Audi Q3 pode até sacrificar um pouco do espaço interno, mas compensa isso ao volante - e, de quebra, ainda é mais barato.

Manifeste sua opinião

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário