Ingresso mais barato das Olimpíadas custará R$ 40 e o mais caro, R$ 4.600

17/09/2014 10:53

Torcedores poderão se cadastrar a partir de novembro para sorteio. Ver de perto Usain Bolt tentar o tri custará R$ 1.200. Cerimônia de abertura terá o valor mais alto

Por GloboEsporte.com

Os preços dos ingressos para os Jogos Olímpicos foram anunciados nesta terça-feira. Das 7,5 milhões de entradas, 3,8 milhões custarão até R$ 70. As mais baratas, R$ 40. O valor mais caro será cobrado na Cerimônia de Abertura, no dia 5 de agosto de 2016, no Maracanã: R$ 4.600. A partir de novembro será aberto o cadastramento no site de vendas. Entre março e maio de 2015 os pedidos dos eventos serão feitos. Em junho e julho serão sorteados e a partir de setembro, os ingressos que sobrarem serão colocados à venda. As entradas serão entregues a partir de maio de 2016. 

Confira a tabela de preços dos Jogos Olímpicos de 2016

Dentre os ingressos que custarão R$ 40, em quatro oportunidades será possível assistir a campeões olímpicos: ciclismo mountain bike, em Deodoro, maratona aquática, na praia de Copacabana, e as chegadas da maratona, no Maracanã, e da marcha atlética, em Copacabana. As outras provas com o mesmo valor são para preliminares: canoagem de velocidade, futebol, hóquei sobre grama, levantamento de peso, lutas livre e greco-romana, pentatlo moderno, remo, tiro esportivo e vela.  

Para presenciar a tentativa do jamaicano Usain Bolt conquistar um inédito tricampeonato olímpico nos 100m, no Engenhão, o torcedor terá que desembolsar entre R$ 350 e R$ 1.200, mesmos valores da final do basquete masculino, que se tudo correr normalmente, deverá ter os Estados Unidos, e do vôlei masculino, quando o técnico Bernardinho poderá se despedir da seleção brasileira no Maracanãzinho com mais um título olímpico. A final feminina, na qual o Brasil tentará o tricampeonato olímpico, vai custar entre R$ 260 e R$ 900. 

A decisão do futebol masculino, no Maracanã, quando o Brasil espera finalmente conquistar a medalha de ouro, terá ingressos entre R$ 380 e R$ 900. Um dos esportes mais disputados das Olimpíadas, a ginástica artística, terá valores entre R$ 260 e R$ 900 nas disputas de medalha. Mesmo preço das finais da natação, nas quais esperam-se as presenças de Michael Phelps e Cesar Cielo, entre outras estrelas das piscinas. 

No judô, um dos carros-chefes do Brasil em 2016, os preços das finais vão variar entre R$ 220 e R$ 700, mesmos valores das finais do tênis, que poderão ter astros como Roger Federer, Novak Djokovic, Roger Federer e Serena Williams.  

As cerimônias de abertura e encerramento terão como menor preço R$ 200. O setor mais caro da primeira será o ingresso mais caro das Olimpíadas: R$ 4.600. No encerramento, o setor de maior valor custará R$ 3.000.

A responsabilidade pelo sistema de venda de ingressos pela internet, pelo controle de acesso, a estrutura de call center, além da bilheteria, ficará a cargo da empresa alemã CTS Eventim, selecionada por um processo público de concorrência. Caberá à empresa coibir a ação de cambistas e evitar que se repitam procuras bem maiores do que a oferta de ingressos, como se viu na Copa do Mundo. Haverá uma ampla rede de venda de ingressos, que três meses antes dos Jogos passará a funcionar 24h por dia. 

A CTS Eventim é líder em desenvolvimento de softwares e distribuição de ingressos na Europa e a segunda maior em venda de ingressos no mundo. Comercializa mais de 100 milhões de ingressos por ano e foi a responsável pelo programa de ingressos da Copa do Mundo de futebol da Alemanha, em 2006, dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Inverno de Turim 2006 e de Sochi 2014. 

Manifeste sua opinião sobre essa matéria

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário