Médicos da China descobrem que mulher de 24 anos não tem cerebelo

16/09/2014 09:12

Mulher foi a hospital com queixas de náusea, vômito, tontura e desequilíbrio.
Cerebelo é importante região do cérebro relacionada aos movimentos.

Do G1, em São Paulo

Uma mulher de 24 anos foi a um hospital na China com queixas de náusea, vômito, tontura e instabilidade para andar. Os médicos passaram a investigar o cérebro da paciente e o que os exames mostraram surpreendeu a equipe: a mulher não tinha cerebelo. Trata-se de uma importante região do cérebro relacionada ao controle dos movimentos e ao equilíbrio.

Um artigo que descreve o achado foi publicado em agosto na revista científica “Brain”. No artigo, os pesquisadores observam que a ausência total de cerebelo é uma condição rara: antes deste caso, ela foi identificada em apenas oito pessoas vivas.

A ausência dessa porção cerebral está relacionada a problemas graves de desenvolvimento, segundo os pesquisadores, o que leva a uma alta taxa de mortalidade entre os afetados. A paciente identificada na China é casada e tem uma filha. Diagnosticada com um leve retardo mental, ela só começou a andar por conta própria aos 7 anos e falar de forma inteligível aos 6 anos. Ela nunca frequentou a escola. Ainda assim, ela vive uma vida relativamente normal, o que surpreendeu os médicos.

Os pesquisadores afirmam que a maioria dos casos de ausência de cerebelo são detectados em crianças com deficiência mental severa, epilepsia, hidrocefalia ou outras lesões graves do Sistema Nervoso Central (SNC). A ausência total de cerebelo geralmente é identificada no momento da autópsia.

Manifeste sua opinião sobre essa matéria

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário