Rio, Guarujá e Campos do Jordão têm hotéis mais caros do país, diz estudo

09/09/2014 21:29

Pesquisa avaliou preços no mundo todo no primeiro semestre do ano.
Diária média no Rio foi de R$ 523; preços no país aumentaram 4%.

Do G1, em São Paulo

Rio de Janeiro, Guarujá (SP) e Campos do Jordão (SP) foram os três destinos turísticos brasileiros com diárias de hotel mais caras no primeiro semestre deste ano. O preço médio de um dia de hospedagem em cada uma dessas cidades foi, respectivamente, de R$ 523, R$ 488 e R$ 387.

É o que mostra um relatório do site de reservas de hospedagem Hoteis.com divulgado nesta terça-feira (9), que avaliou o valor médio das diárias hoteleiras nas principais cidades  do mundo.

Segundo o levantamento, o valor médio das diárias no Brasil cresceu 4% no primeiro semestre deste ano em relação ao mesmo período de 2013 e atingiu R$ 347.

A realização da Copa do Mundo e a desvalorização do real no início do ano foram apontados  como os motivos para os preços mais altos, já que influenciaram no aumento de visitantes estrangeiros no país.

O quarto lugar no ranking ficou com Búzios, no litoral do RJ (diária média de R$ 373) e o quinto lugar, com Brasília (R$ 371).

AS CIDADES COM DIÁRIAS MAIS CARAS
(preço médio e variação em relação ao 1° semestre de 2013)
1°- Rio de Janeiro: R$ 523 (+9%)
2°- Guarujá, SP: R$ 488 (-9%)
3°- Campos do Jordão, SP: R$ 387 (-3%)
4°- Búzios, RJ: R$ 373 (+1%)
5°- Brasília: R$ 371 (+28%)
6°- Barueri, SP: R$ 369 (+2%)
7°- Gramado, RS: R$ 361 (+23%)
8°- Recife: R$ 356 (+11%)
9°- Ipojuca, PE: R$ 341 (+12%)
10°- Natal: R$ 340 (+46%)

Efeito Copa

Das 12 cidades sede da Copa, só duas tiveram preços mais baixos em relação a 2013: Cuiabá, onde os preços caíram 10%, e São Paulo, onde houve queda de 2%. As hipóteses, segundo o estudo, são o fato de a capital do MT ter recebido menos visitantes do que o esperado e a redução de viagens de negócios na capital paulista por causa do torneio esportivo.

Assim como São Paulo, Campinas ficou fora do top 10 e teve redução de 11% no preço das diárias. Segundo a Hotéis.com, a cidade do interior paulista também sofreu com a diminuição da chegada de viajantes de negócios no semestre da Copa.

Por sua vez, o Rio de Janeiro, que teve ocupação média de 93,8% durante o Mundial, registrou aumento de 9% no preço médio das diárias.

Outras cidades sede que tiveram crescimento considerável foram Natal (aumento de 46%), Fortaleza (aumento de 41%), Salvador (40% a mais) e Brasília (28% a mais).

Fora das cidades sede, alguns destinos que aumentaram consideravelmente o preço da hospedagem foram Gramado, no RS (crescimento de 23%), Uberlândia, em MG (crescimento de 28%), e São José dos Pinhais, no PR.

Manifeste sua opinião sobre essa matéria

Nenhum comentário encontrado.

Novo comentário